Traduzir realmente ajuda a falar inglês?

Muito foi dito sobre a funcionalidade da tradução para adquirir um idioma. Desde os tempos medievais, a tradução era usada como o meio mais comum de aprender um idioma. Foi até considerada uma atividade muito eficaz para aprender latim. 

Assim, o aprendizado de novas línguas foi mantido por um tempo. Ainda hoje é possível encontrar algumas disciplinas acadêmicas que convidam seus alunos a traduzir para aprender inglês. No entanto, explicamos por que não é totalmente adequado para falar inglês ou qualquer outro idioma.

Traduzir não é o mesmo que falar 

A tradução é uma especialização que tenta tornar uma mensagem compreensível de um idioma para outro, respeitando a ideia ou a mensagem o máximo possível, preservando a maior precisão entre palavras, mensagem, intenção e tom expressivo. Traduzir é uma profissão e, é claro, requer conhecimento de vocabulário e gramática. 

O que acontece quando você traduz pra aprender um idioma? 

Quando você traduz, consciente ou deliberadamente, está tentando tornar compreensível a mensagem em inglês em português, por exemplo. Você está dizendo ao seu cérebro para exibir a mensagem “como seria em português”. Isso impede a compreensão da mensagem por si mesma. Além disso, torna a compreensão de uma frase em inglês um processo lento, mediado neste caso pelo português, o que o impedirá de desenvolver habilidades de escuta. 

Nunca traduzir? 

Se você pretende falar inglês , pode usar a tradução como um exercício complementar para aprender estruturas gramaticais e ortografia. Mas lembre-se de que você não deve usá-lo como um recurso interpretativo. Talvez a princípio possa ser um pouco difícil, mas continue tentando falar inglês sem traduzir. 

Por tudo isso, a Wizard Curitiba usa uma metodologia para ensinar inglês e outros idiomas que exclui a tradução para incentivar os alunos não apenas a falar no idioma, mas a “pensar no idioma”. 

É uma maneira de procurar que os alunos entendam a mensagem no idioma de origem; não traduzi-lo para entendê-lo mais tarde. Dessa forma, suas habilidades no novo idioma serão desenvolvidas sem a intermediação do seu idioma nativo, o que abrirá o caminho para uma aquisição melhor e mais rápida do novo idioma.