Como Trabalhar no Japão

Muitos brasileiro têm o desejo de trabalhar fora do Brasil. E os motivos para isso são diversos. Alguns desejam ter uma experiência em um país estrangeiro, outros querem aperfeiçoar o idioma e tem também quem queira passar uma temporada fora para juntar dinheiro. Afinal, muitos países pagam melhor que o Brasil e em moedas mais valorizadas que o Real.

Existem alguns destinos de trabalho que são clássicos: EUA, Canadá, Austrália, Irlanda e também o Japão. Neste artigo que a Wizard Curitiba preparou para você, vamos falar sobre como trabalhar no Japão. Você vai descobrir como trabalhar no Japão, quais são os principais empregos, a remuneração e os costumes em relação ao trabalho. Então vamos lá.

Quais são os principais trabalhos?

Quem é descendente de japonês tem muito mais chance de conseguir um emprego. Isso porque muitas empresas só contratam descendentes e seus cônjuges. Entretanto, nos casos de profissionais altamente qualificados, as empresas também aceitam não-descendentes.

Podemos dizer que os trabalhos mais comuns para brasileiros são três: os altamente qualificados, os de fábrica e o trabalho de meio período para estudantes. O mais procurado de todos é, sem dúvida, o trabalho em fábricas. Essas fábricas produzem os mais variados produtos, desde parafusos até lentes ópticas de alta precisão.

como trabalhar no Japão, wizard curitiba

Quanto se trabalha e quanto se ganha?

No japão o salário é calculado por hora. O expediente normal de trabalho é de 8 horas, mas o mais comum é que se trabalhe 12 horas por dia, fazendo horas extras. Como nas fábricas a remuneração costuma ser algo entre 800 ienes por hora, o profissional que faz 12 horas por dia e trabalha 22 dias no mês vai receber 211.200 ienes. A conversão para o real depende da cotação do dólar, hoje (out/18) a conversão renderia R$ 7.290,00, um ótimo salário para um auxiliar de produção, não é mesmo?

E como é a rotina?

Como você percebeu, se trabalha muito por lá. Os horários precisam ser seguidos rigorosamente. Então não sobra muito tempo para o lazer e para as relações sociais. No começo, pode ser que você passe bastante tempo sozinho. Saber falar japonês vai ajudar muito você a se integrar com o país, conhecer pessoas e ficar mais à vontade longe casa, como um “dekassegui” (termo que designa pessoas que saem da terra natal para trabalhar).

Por tanto, se você pensa em ir trabalhar no Japão, comece agora mesmo a fazer um curso de japonês na Wizard Curitiba. Temos excelentes professores e uma ótima metodologia para você aprender de verdade. Entre em contato conosco e agende uma aula experimental.