Tirar cidadania italiana: saiba como e tire suas principais dúvidas

Tirar cidadania italiana: saiba como e tire suas principais dúvidas

Saiba como tirar cidadania italiana: existem alguns países que concedem cidadania por um conceito chamado “jus sanguini”, que na tradução significa “direito de sangue” e a Itália é um deles. Por conta disso, muitos brasileiros que possuem ascendência italiana – seja dos pais, dos avós, bisavós ou dos tataravós – têm direito a tirar cidadania italiana.

Se este é o seu caso e você tem vontade de conseguir um segundo passaporte, mas não sabe bem como fazer isso, então esse texto que a Wizard Curitiba preparou pode te ajudar muito. Vamos tirar as principais dúvidas que surgem sobre esse assunto. Bom leitura.

Quem tem direito a cidadania

A primeira coisa que você precisa saber é que não existe um limite de gerações, mas o gênero pode ser um empecilho. Se o ascendente for homem, não tem problema. Mas se for mulher, é necessário que seus filhos tenham nascido após 1948. É assim porque para a legislação italiana, as mulheres não têm o direito de transmitir sua descendência para os filhos ou maridos.

Como tirar cidadania italianaOs filhos nascidos de pais que não se casaram, crianças que tiveram o reconhecimento de paternidade ou maternidade até os 18 anos e filhos adotados estão inclusos no direito de cidadania. As mulheres que se casaram com descendentes de italianos também podem requerer a cidadania. O mesmo não vale para homens que se casam com italianas ou descendentes de italianos(as). Entretanto, os filhos desse casal poderão ter passaporte da Itália.

E quais documentos eu preciso apresentar para tirar cidadania italiana?

Os filhos de italianos precisam apresentar os seguintes documentos:

– certidão de nascimento;

– certidão de casamento;

– certidão de óbito (caso ascendente seja falecido);

– carteira de identidade original do pai ou mãe e do requerente.

Para os netos, bisnetos ou trinetos de italianos os documentos são os seguintes:

– certidão de nascimento;

– certidão de casamento;

– certidão de óbito (caso o ascendente seja falecido);

– certidão de naturalização (caso exista) de todos os ascendentes da família.

3. Como funciona o processo para tirar cidadania italiana

Primeiro você deve reunir todos os documentos e levar até o consulado italiano do seu estado e aguardar uma convocação. Se a documentação apresentada estiver completa, o consulado irá convocar o solicitante para uma inscrição no cadastro consular. Depois disso, basta fazer a solicitação do passaporte italiano. O processo de tirar cidadania italiana costuma ser longo, de 5 a 10 anos e pode custar até R$ 5.000,00.

Agora que você tem os passos certos para tirar cidadania italiana, que tal aprender essa língua e se preparar para sua viagem? Só entrar em contato conosco.