Aprenda inglês com poesia

Se você nunca teve um interesse maior na literatura, talvez a partir de hoje possamos mudar isso. Qualquer leitura que você fizer em inglês o ajudará a melhorar seu conhecimento do idioma, mas a poesia é um excelente exercício para pronúncia. 

Em parte porque a linguagem poética geralmente usa recursos como rima e ritmo, que dão ao texto uma certa cadência. Também porque os poetas escolhem palavras que às vezes são incomuns no discurso comum. Neste artigo, a Wizard Curitiba vai mostrar todas as coisas que você pode aprender lendo poesia. 

O que você pode aprender? 

Como se trata de um discurso especializado, você poderá aprender substantivos e adjetivos, novos significados de palavras e até novas construções gramaticais. Se você se aplicar um pouco mais, saberá como as comparações e metáforas funcionam em inglês. É certamente uma ótima maneira de enriquecer seu vocabulário e – por que não? – aprender um pouco de literatura e escritores famosos. 

Sabemos que a pronúncia é adquirida através da prática constante do idioma. No entanto, quando você não tem um professor por perto ou um parceiro para ajudá-lo a praticar uma conversa, sempre pode procurar novos mecanismos para continuar aprendendo. O bom de aprender inglês com poesia também está na pronúncia dos versos e na capacidade de entender sem traduzir o significado da língua poética. 

Pode ser um pouco complexo no começo, mas, como tudo, a experiência vem com a prática. Há muita poesia em inglês que você pode ler em versões bilíngues. Recomendamos William Shakespeare , o escritor mais famoso da língua inglesa, que também foi encarregado de renovar a linguagem poética. O melhor é que, com ele, você poderá ler poesia e teatro. 

Compartilhamos com você um poema com o qual você pode começar a ler poesia em inglês. 

Sonnet 5 

Those hours that with gentle work did frame, 

The lovely gaze where every eye doth dwell 

Will play the tyrants to the very same, 

And that unfair which fairly doth excel: 

For never resting time leads summer on, 

To hideous winter and confounds him there, 

Sap check’d with frost and lusty leaves quite gone, 

Beauty o’ersnow’d and bareness everywhere: 

Then were not summer’s distillation left 

A liquid prisoner pent in walls of glass, 

Beauty’s effect with beauty were bereft, 

Nor it nor no remembrance what it was. 

But flowers distill’d though they with winter meet, 

Leese but their show, their substance still lives sweet. 

Ok, a gente admite, não é fácil! 

Mas, na verdade, o importante aqui não é apenas a experiência de ler e tentar entender esse poema. O interessante é o número de sites e referências que a pesquisa fornecerá, desde a análise do poema, a explicações técnicas do poema, o contexto histórico e muito mais. 

A verdade é que aprender inglês não é apenas tentar ler e entender um poema em inglês. O aprendizado continua além disso: é em todas as páginas que tentamos explicar o poema sob os mais variados ângulos. Aqui você pode definitivamente usar e melhorar seu inglês! 

E você, tem algum poeta de língua inglesa que você gosta. Então compartilha aqui nos comentários.